Atividade física e Alzheimer


A partir dos 40 anos, o envelhecimento faz com que o cérebro comece a encolher.

Um estudo feito com pessoas com algum tipo de doença cognitiva ou distúrbio mental, publicado na EuroImage, mostrou que, por mais que a prática de exercícios não aumente o volume total da região associada à memória, o hipocampo, ele libera uma substância chamada de Fator Neurotrófico Derivado do Cérebro (BDNF) que ajuda a prevenir a deterioração do cérebro. Em outras palavras, o exercício ajuda a prevenir doenças como demência e Alzheimer. Portanto, ideal o quanto antes iniciar atividades física com supervisão de profissionais especializados. Também não esquecer de uma dieta balanceada.

Artigos relacionados